10 de janeiro de 2012

Resenha: Cidade dos Ossos - Cassandra Clare

Cidade dos Ossos
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera
Páginas: 462

Sinopse: Um mundo oculto está prestes a ser revelado... Quando Clary decide ir a Nova York se divertir numa discoteca, nunca poderia imaginar que testemunharia um assassinato - muito menos um assassinato cometido por três adolescentes cobertos por tatuagens enigmáticas e brandindo armas bizarras. Clary sabe que deve chamar a polícia, mas é difícil explicar um assassinato quando o corpo desaparece e os assassinos são invisíveis para todos, menos para ela. Tão surpresa quanto assustada, Clary aceita ouvir o que os jovens têm a dizer... Uma tribo de guerreiros secreta dedicada a libertar a terra de demônios, os Caçadores das Sombras têm uma missão em nosso mundo, e Clary pode já estar mais envolvida na história do que gostaria. 

Um assassinato numa discoteca. É isso que faz a vida de Clary mudar. Mas não era uma assassinato qualquer... as pessoas envolvidas eram um tanto quanto diferentes. É assim que começa a aventura de Clary e, junto com seu melhor amigo Simon, eles vão descobrindo que existem várias formas de vida na terra, não somente os mundanos (humanos). 
O assassinato do menino de cabelos azuis, na discoteca, fez com Clary questionasse sua sanidade, já que ela era a única pessoa que estava enxergando os assassinos: uma menina extremamente bonita, Isabelle, dois caras, um tanto misteriosos: Jace, de cabelos dourados, e Alec. Ela, Clary, descobre que o trio são Caçadores de Sombras e que o garoto morto, era um demônio.
A partir daí, Clary se vê no meio desses seres místicos (não é esse, exatamente, o termo correto) e começa a descobrir coisas sobre si mesma e o mundo que vive, percebendo que durante seus 15 anos muitas coisas lhe foram escondidas.
Sua mãe, de uma hora pra outra, quer se mudar da cidade, e Clary não aceita, saindo de casa e vá se encontrar com Simon. Esse é o estopim para que toda a história se desenrole, ou então, enrole ainda mais. Eles foram para um local onde o amigo de Simon iria recitar um de seus (péssimos) poemas. O que Clary não esperava, é que encontraria Jace de novo lá. Ele lhe conta sobre os Caçadores de Sombras e suas Marcas (tipo tatuagens, finas e brancas). Todo irônico, com um "que" de convencido, irritante e charmoso, ele fica ao lado de Clary quando ela resolve ir para a sua casa, após um telefonema misterioso de sua mãe, pedindo para que ela não volte, que fique segura em algum outro lugar e que recorra a Luke, um amigo da família.
Teimosa, Clary vá até sua casa, onde é atacada por um demônio, e salva por Jace... Depois dele a levar para o Instituto, Clary vai descobrindo coisas que foram ocultas em sua vida, como ela ser uma Caçada de Sombras, o motivo pelo qual ela e sua mãe estão sendo procuradas e atacadas. Clary, também vai descobrir uma atração por Jace em conflito com uma confusão de sentimentos em relação à Simon.
- E se eu tivesse as tatuagens? - perguntou Clary. - Poderia utiliza-las?
- Não - disse Jace mal-humorado. - As Marcas são apenas partes de um todo. Existem  testes, provações, níveis de treinamentos... ouça, esquece isso, tá? Fique longe das minhas lâminas. Aliás, não toque em nenhuma das minhas armas sem permissão.
- Lá se vai meu plano de vendê-las no eBay - resmungou Clary.
- Vendê-las onde?
Clary sorriu maliciosamente para ele.
- Um lugar místico de grande poder mágico.
Isso e mais alguns mistérios vão movimentando a história e fazendo com que ela ganhe um desenrolar o qual eu não esperava! Clary, para a idade dela relatada, em minha opinião, é bem madura, assim como os outros. Os elementos sobrenaturais utilizados no livros foram abordados de uma forma bem ampla, porém, em alguns aspectos, não sei porque, me fizeram lembrar de Crepúsculo. E, uma pequena observação, é que em alguns pontos me senti meio perdida na história, tendo que voltar e reler para entender.
Mas, considerando ao todo, foi um livro que realmente me surpreendeu e que me prendeu do começo ao fim. As capas, tanto deste quando dos outros livros, são lindas, lindas, lindas e acho que isso despertou ainda mais a minha vontade de tê-los e lê-los. E claro, fiquei super encantada com Jace (sarcástico mas super fofo), em uma cena... que... aiai, só lendo mesmo. ;)

Beijão e até a próxima! :*

6 comentários:

  1. Parabéns pela resenha Priscila! Muito em breve pretendo ler Os Instrumentos Mortais. Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Sempre tive vontade de ler esse livro, li resenhas maravilhosas, e comentários fantásticos! Fora a capa, que eu acho linda de morrer! Quero muito lê-lo! *-*' Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Oi Pri!

    Adorei a resenha; bem escrita, direta, interessante, mas sem matar a surpresa. As capas dessa série são lindas!!! Toda vez que vou à Saraiva fico babando..rs.

    O Stuck está cada vez melhor e agora que entrarei de férias, pretendo estar mais presente.

    Bj!

    ResponderExcluir
  4. Ai que legal!!! Adorei!!
    Eu já li esse livro, mas só ele, ainda não li nada dos outros depois!!
    A resenha ficou legal!!!

    Bjkasssssssss

    ResponderExcluir
  5. ótima resenha ...já li todos os livros .. Jace é maravilhoso e a Clary não aquele tipo de garota boba e irritante.

    bjosss

    ResponderExcluir
  6. Priiiii fiquei louka para ler esse livro!!! Eu já o tinha visto mas não tinha me interessado e sua resenha me fez entender sobre o que é o livro e adorá-lo...
    Querooo muuuito!!! Bjuux...

    ResponderExcluir